Tipos de cabelo: sabe como cuidar do seu?

Cuidados especiais para cada tipo de cabelos.

0
Tipos de cabelo: sabe como cuidar do seu?
Avaliar

Os cuidados a ter com os nossos cabelos varia de acordo com o tipo de cabelo que temos?

A pergunta “cada tipo de cabelo requer um cuidado diferente?” tem uma resposta positiva. Sim, cada tipo de cabelo deve ser cuidado e tratado com procedimentos e produtos diferentes. Tratar cada tipo de cabelo de forma diferente permite mantê-lo saudável e dar-lhe os cuidados que precisa para uma beleza natural que a deixe bem consigo mesma.

Existem diversos tipos de cabelos, mas caracterizam-se essencialmente em ser cabelos normais, oleosos ou secos. Podemos extrapolar ainda esta categorização para rebeldes, sem vida, etc. Mas para já, se domarmos esta primeira segmentação capilar, decerto algumas das outras ficarão com a resposta necessária.

Para cada tipo de cabelo há produtos específicos que podem ser encontrados em farmácias, não precisa procurar muito. Recomendamos, sim, que tenha em atenção se o produto que seleccionou é mesmo o que o seu cabelo necessita. Uma dúvida comum é também se o uso contínuo de determinado produto causa habituação. Não há evidências de tal facto, portanto, se está satisfeita com os produtos que utiliza, mantenha -os.

Antes de lhe darmos a conhecer as diferentes tipologias, deixamos mais uma recomendação geral: tome nota da frequência de lavagens aconselhada ao seu tipo de cabelo e respeite-a. Organize a sua rotina de modo a lavar o cabelo da forma mais correta e verá que os resultados serão surpreendentes.

 

Cabelos normais

Caracterizam-se pela aparência macia, com brilho e volume adequados. Normalmente são fáceis de pentear e não necessitam de lavagens frequentes por não apresentarem aspecto ressequido com facilidade, nem excesso de oleosidade que lhes tire o vigor.

O que significa exatamente ter um tipo de cabelo normal? Significa que o couro cabeludo é, regra geral, limpo e as glândulas sebáceas produzem apenas a gordura necessária para nutrir e proteger os fios de cabelo. No entanto, em determinados períodos do ano pode verificar-se ou oleosidade excessiva ou sensação de cabelos secos.

Cabelos oleosos

Este tipo de cabelo, em regra, caracteriza-se pela produção excessiva de gordura ou sebo. Por vezes, tem um aspecto brilhante. Isto significa que as glândulas sebáceas funcionam em demasia, produzindo mais gordura que a necessária.

Os cabelos oleosos, por sua vez, requerem cuidados diários. Pode parecer contraditório mas este tipo de cabelo acusa mais rapidamente a sujidade, pelo que é aconselhável lavá-lo sempre que sentir necessidade. A lavagem é essencial, uma vez que a sujidade no couro cabeludo impede que os folículos capilares e as glândulas sebáceas funcionem de forma eficaz. Deve utilizar um champô específico para cabelos oleosos para garantir que a gordura produzida é controlada.

Por causa de lavagens frequentes, os cabelos tendem a ficar secos (apesar da oleosidade no couro cabeludo), pelo que é importante a hidratação do fio capilar. Uma vez por mês, dedique um pouco mais de tempo ao seu cabelo e aplique uma máscara hidratante. Mas não caia na tentação de deixar atuar mais tempo que o indicado no produto. Aumentar o tempo de exposição apenas aumenta a probabilidade de criar oleosidade.

 

Truques para manter os cabelos oleosos com aspecto limpo e saudável:

– Lavar o cabelo com água morna a fria, em vez de quente, controla mais eficazmente a atividade das glândulas sebáceas. A água fria ajuda a fechar as cutículas o que contribui para a diminuição da oleosidade.

– Ao aplicar o champô não massaje demasiado de forma a não estimular a atividade das glândulas sebáceas (já de si hiperativas).

– Aplique os produtos hidratantes e condicionadores apenas num terço dos fios capilares e nunca no couro cabeludo.

– Aproveite o sol que já dá o ar da sua graça e vá à praia. A água salgada e o sol, em quantidades moderadas, ajudam a diminuir a oleosidade.

 

Cabelos secos

São cabelos naturalmente frágeis, baços ou sem brilho. Podem até ter uma aparência volumosa com um aspecto espigado e desarrumado. Regularmente apresentam pontas espigadas e são ásperos ao toque, o que significa que a gordura produzida é insuficiente para os cabelos ficarem devidamente hidratados.

Tal como os cabelos oleosos, também os secos exigem uma atenção especial. Neste caso, aconselhamos a não lavar o cabelo todos os dias. Dadas as suas caraterísticas, pode hidratá-lo uma vez por semana (tome nota dos truques sobre o uso de produtos hidratantes ou condicionadores acima mencionados) e use produtos que tenham queratina na sua composição.

Por vezes especula-se sobre o uso do secador. Quando utilizar este aparelho, não se esqueça de tomar algumas precauções já que o seu cabelo tende a ser seco. Assim sendo, utilize a temperatura morna, em vez de quente e mantenha o secador a uma distância de cerca de 20 cm dos cabelos. Para além disso, existem cremes que se destinam a proteger os cabelos da ação do secador, pelo que deve aplicá-los. Se tiver dúvidas, peça ajuda ao profissional que trata dos seus fios.

 

Situações que podem tornar o seu cabelo mais seco

– Aplicação de gel: modere a sua utilização. O uso excessivo acaba por deixar o cabelo endurecido e seco, logo, mais quebradiço.

– Uso de produtos que podem favorecer o enfraquecimento da haste do cabelo, originando fios mais fracos, secos, com pontas espigadas e aumentando tendência para a quebra, como formol ou amoníaco, entre outros existentes nas tintas e desfrisantes.

– Modere os intervalos de tempo em que estica e/ou pinta o cabelo.

Qualquer questão que tenha, peça ao seu profissional para o ajudar. Assim garante o melhor cuidado ao seu cabelo, promovendo também a sua autoestima.

você pode gostar também Mais do autor

Este site utiliza cookies para melhorar a navegação. De acordo com as leis europeias ao navegar neste site concorda com a utilização de cookies Mais informação

Este site utiliza cookies para melhorar a navegação. De acordo com as leis europeias ao navegar neste site concorda com a utilização de cookies

Close