Abcessos gengivais – Infeção amarela

Os abcessos gengivais devem ser tratados imediatamente. Saiba como…

20

Em certas situações, olhamos para o interior da boca para localizar a causa de uma dor aguda, e vemos a gengiva brilhante e vermelha e, por cima, uma bolinha inchada. Ao toque, é dolorosa e mole. E para coroar esse verdadeiro vulcão de pus, aparece um pequeno ponto amarelo como se fosse uma espinha prestes a explodir. Esse ponto é o abcesso. Trata-se de um processo infecioso e inflamatório que pode aparecer em qualquer lugar da boca próximo aos dentes e às gengivas.

O ponto amarelo, que jamais deve ser espremido nem furado pela própria pessoa, pode vazar sozinho, contaminando toda a boca e aparelho digestivo com uma enorme quantidade de bactérias presentes no pus, dando ao hálito um odor fétido. Algumas pessoas colocam pomadas, vinagre, própolis e outras substâncias no local, mas só pioram a situação, causando mais agressão e inflamação. Em casos avançados, alguns problemas podem ocorrer: febre, mal-estar geral e ínguas no mesmo lado acometido.

Na maioria das vezes, quando o tecido no local do ponto amarelo se rompe e o pus extravasa, acontece um certo alívio da dor devido à diminuição da pressão. Nesse momento, o bochecho com água quente pode ajudar na fluidificação e saída do pus, mas nunca se deve usar compressas quentes do lado de fora do rosto, porque o abcesso pode ser “puxado” para fora, deformando o contorno do rosto e até formando uma fístula (caminho do pus do foco de infeção) externa.
Leia também sobre: Aftas o que são? Tão pequenas e tão incómodas

Para a formação de um abcesso, alguns fatores podem contribuir. Desde um corpo estranho (uma casca de pipoca, por exemplo), ou tártaro enterrado na gengiva, ou até um problema endodôntico em que se faz necessário o tratamento do canal do dente. Na maioria dos casos está associado a injúrias ao dente mais próximo. Só o dentista poderá fazer um correto diagnóstico por meio de exame clínico, radiográfico e outros. Por isso, é necessário consultar o dentista mesmo que o inchaço diminua e a dor cesse depois do extravasamento do pus.

Recomendamos que leia também: Mau hálito, qual a causa e como tratar

Outro artigo sobre: Sangramento bucal, o que fazer quando ocorre!

É fundamentalmente importante diagnosticar a causa do problema para evitar que se estenda para as áreas vizinhas, como o osso (pode causar osteomielite), ou mesmo para os tecidos moles do rosto e do pescoço, causando uma infeção perigosa conhecida como Angina de Ludwig.
Deve ter-se muito cuidado com os abcessos bucais. Devido ao seu desenvolvimento e gravidade, esse tipo de infeção pode espalhar-se, causando sérios problemas e poderá levar o paciente à morte. Por isso, evite a automedicação.

Consulte com urgência o dentista e tome com precisão a medicação antibiótica e anti-inflamatória recomendada.

Fonte: Lisany Manfrim Contrera Médica-Dentista

você pode gostar também Mais do autor

Este site utiliza cookies para melhorar a navegação. De acordo com as leis europeias ao navegar neste site concorda com a utilização de cookies Mais informação

Este site utiliza cookies para melhorar a navegação. De acordo com as leis europeias ao navegar neste site concorda com a utilização de cookies

Close