Finasterida precisa de receita médica para comprar?

Finasterida precisa de receita médica para comprar?
4.8 (95.38%) 13 votos

Algumas pessoas questionam se precisa de recita médica para comprar Finasterida.

Vamos tentar esclarecer essa dúvida e também explicar o que é a Finasterida e a Propecia, assim como as suas aplicações e resultados comprovados. Mas vamos também mencionar os efeitos colaterais e as contra indicações para que antes de comprar esteja devidamente informado(a).

O que é a Finasterida e da Propecia?

Propecia/Finasterida é um medicamento que serve basicamente para evitar a queda de cabelo e estancar a evolução da calvície masculina, assim como promover o crescimento capilar.

É considerado na atualidade um dos medicamentos mais eficazes para o tratamento da calvície.

A finasterida 1mg é um medicamento indicado para o tratamento de calvície de padrão masculino (alopecia androgênica), contribuindo também para o aumento do crescimento do cabelo e prevenção da queda do cabelo.

A finasterida 1mg é contra-indicada para mulheres ou crianças.

Contra indicações do Finasterida

  • Pacientes com hipersensibilidade a qualquer componente do produto;
  • Finasterida não é indicado para mulheres nem crianças.

Como usar o Finasterida

A posologia recomendada pelo laboratório é de um comprimido de 1mg diariamente por 3 meses ou mais para que se comece a notar um aumento de crescimento capilar. A utilização prolongada e contínua é recomendada para obtenção de resultados notáveis. Ao interromper o tratamento será revertido o efeito no período de aproximadamente 12 meses.

Finasterida

Reacções Adversas do Finasterida

Como qualquer outro medicamento o Finasterida possui reacções adversas. Porque estas reacções são relatadas voluntariamente, não é possível estimar em concreto a frequência ou mesmo estabelecer um relacionamento causal à exposição deste.

Foram relatados os seguintes efeitos adversos durante a toma de Finasterida:

  • Reações de hipersensibilidade tais como erupção cutânea, prurido, urticária e angioedema (incluindo edema dos lábios, língua, garganta e da face).
  • Depressão;
  • Diminuição da libido que continua após a descontinuação do tratamento;
  • Disfunção sexual que continua após descontinuação do tratamento, sensibilidade e aumento dos seios, dor testicular, infertilidade masculina e/ou baixa qualidade do esperma.

Contacte o médico imediatamente se sentir algum dos seguintes sintomas ocorrer ao tomar finasterida:

  • Arrepios
  • suores frios
  • confusão
  • tonturas, fraqueza ou tonturas ao se levantar de uma posição deitada ou sentada
  • Inchaço ou inchaço do rosto, braços, mãos, pernas ou pés
  • aumento e sensibilidade dos peitos
  • diminuição do interesse pela relação sexual
  • incapacidade de ter ou manter uma ereção
  • perda de habilidade sexual, desejo, impulso ou desempenho
  • coriza
  • sonolência incomum
  • espirros
  • nariz entupido
  • dor abdominal ou estomacal
  • dor nas costas
  • quantidade diminuída de sêmen
  • diarreia
  • dor de cabeça
  • dor testicular

São apresentados relatos nas bulas da finasterida sobre o aparecimento de alguns efeitos colaterais como a queda da libido, a diminuição do volume da ejaculação, o crescimento do volume e também da sensibilidade dos seios, disfunção eréctil, erupções cutâneas e edema labial.

A bula dá a informação de que essas reações adversas são raras, acometendo menos de 3% dos pacientes, referindo também que ocorreram num grau baixo durante a realização de testes e que acabaram por desaparecer normalmente nos homens que interromperam o tratamento com a finasterida e também em alguns outros que continuaram com a toma de finasterida.

Finasterida precisa de receita?

A realidade é que este medicamento precisa de receita para comprar numa farmácia, mas não precisa de receita se comparar na internet. Contudo deve entender que ao comprar online o mais provável é que compre um medicamento falsificado que certamente lhe vai fazer mais mal do que bem, ou pode comprar em sites realmente comprovados nos quais o site envia as suas informações para um médico e lhe passa uma receita na hora.

Recomendamos que leia também:
O que é o Timo e qual a sua função organismo humano?
Andropausa: “a menopausa do homem”
Principais causas da disfunção eréctil

Como a medicação finasterida atua:

Nos homens, a testosterona é produzida essencialmente pelos testículos e em pequenas quantidades pelas glândulas supra-renais. A maior parte da testosterona é transportada para uma proteína plasmática específica chamada globulina de ligação hormonal sexual (SHBG).

Esta proteína é gerada pelo fígado e transporta os hormônios sexuais (andrógenos em homens e estrogênios em mulheres) para seu local de actuação no organismo. A testosterona que não se liga à SHBG é chamada de testosterona livre, sendo essa testosterona que pode ser convertida em dihidrotestosterona (DHT) pela enzima 5-alfa redutase. Tanto a DHT como a testosterona podem se ligar ao receptor de andrógenos, mas a DHT tem tendência para ligar com maior afinidade que a testosterona não ligada ou sem alteração.

Uma vez ligado ao receptor de androgênio, a DHT ou a testosterona formam um complexo que sofre uma mudança estrutural. Esse complexo passa para o núcleo da célula e vai ligar-se a sequências nucleotídicas específicas do ADN chamadas elementos de resposta hormonal.

Essa ligação acarreta alterações na transcrição de diversas proteínas mediadas por genes específicos, o que produz os efeitos androgênicos. A DHT promove o crescimento das características sexuais masculinas, bem como os pelos púbico e o cabelo.

Finasterida atua inibindo a enzima 5-alfa redutase que transforma a testosterona em DHT, sendo usada para tratar uma condição da próstata chamada hiperplasia prostática benigna, também chamada de aumento da próstata.

Uma vez que a DHT estimula o crescimento da próstata, a finasterida ajuda a controlar e a reduzir o tamanho da próstata, bloqueando a conversão de testosterona em DHT e reduindo os níveis sanguíneos e teciduais desse hormônio.

Os sintomas associados à hiperplasia benigna da próstata, que podem melhorar com o tratamento com finasterida, incluem a dificuldade em urinar, o aumento da frequência de urina e diminuição do fluxo urinário. A dose de finasterida aprovada pela FDA para tratar esta condição é de 5 mg por dia.

Finasterida (1 mg por dia) também mostrou beneficiar homens com perda de cabelo leve a moderada. Nos homens, a DHT é necessária para a iniciação e progressão da miniaturização folicular, bem como a destruição de folículos pilosos que se observa na calvície masculina.

Convém salientar que a finasterida não é um medicamento indicado nem para mulheres nem para crianças.

Agora já conhece melhor a Finasterida e sabe se precisa de receita médica para comprar.

você pode gostar também

Este site utiliza cookies para melhorar a navegação. De acordo com as leis europeias ao navegar neste site concorda com a utilização de cookies. Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close