Cirurgia estética depois do parto

Cirurgia estética depois do parto
Avaliar

A cirurgia estética surge como uma solução para as mamãs que passaram a não gostar de si.

A gravidez é responsável por alterações físicas e emocionais profundas na mulher. Algumas gestantes engordam mais do que o esperado e mudam completamente de fisionomia.

Sendo a gravidez um fenómeno fisiológico da mulher em idade fértil, registam-se modificações apreciáveis no seu corpo durante a mesma gravidez e após o ou os partos.

“Assim, ocorrem influências hormonais em todo o organismo, ações mecânicas no abdómen e bacia, variações ponderais, dinâmicas e pontuais em vários órgãos e tecidos”, identifica o Dr. Biscaia Fraga, cirurgião plástico, diretor do Serviço de Cirurgia Plástica Maxilo-Facial do Hospital Egas Moniz e da Clínica Biscaia Fraga, em Lisboa.
Embora em algumas situações se denotem recuperações espontâneas significativas, noutras subsistem alterações e deformações com indicação corretiva.

Neste artigo, passamos a referir alguns dos problemas segundo zonas do corpo e possíveis soluções cirúrgicas.

Soluções cirúrgicas para Abdómen

Após o parto, a mulher pode apresentar “flacidez da parede, aparecimento de hérnias, alteração muscular (diastase), estrias cutâneas, acumulação indesejada de tecido adiposo (lipodistrofia), cicatriz (quando ocorre cesariana)”, explica o cirurgião plástico.

Para estes casos, a cirurgia plástica apresenta “tratamentos cirúrgicos e não cirúrgicos que melhoram muito os sintomas descritos, nomeadamente, a lipoescultura para o excesso de tecido adiposo e o laser para correcção de cicatrizes”.

Soluções cirúrgicas para os seios

Trata-se de uma região corporal com grande incidência de notória modificação. A mulher pode apresentar “atrofia ou mesmo aumento do volume global da mama, e por vezes, alterações das dimensões da aréola e mamilos.

A correção cirúrgica com métodos atualmente pouco invasivos conduz a resultados morfológicos harmoniosos”.

Este é um dos principais motivos que levam a que algumas mulheres procurem a cirurgia estética como forma de recuperaremos seios que tinham e que após a gravidez mudaram de forma e de tamanho.

Muitas mulheres têm receio de não poder voltar a amamentar se operaremos seios mas, na verdade, a cirurgia estética não interfere negativamente com a amamentação.

Soluções cirúrgicas para gordura

A não recuperação ponderal e volumétrica do corpo com acumulação de gordura indesejada, em especial no abdómen, ancas e coxas é muito frequente após o parto, “pelo que o tratamento correctivo médico e cirúrgico torna-se importante”, indica Biscaia Fraga.

Soluções cirúrgicas para genitais

Com muita frequência, os genitais da mulher após o primeiro parto, e em especial, depois de vários partos sofrem sérias modificações.

“Destaque para a flacidez da mucosa e muscular, aumento de volume e dimensão dos pequenos lábios vulvares, pigmentação e outras deformações como aquelas resultantes de rasgaduras durante o parto.

Assim, é cada vez mais frequente a mulher procurar estas correcções cirúrgicas e estéticas que são muito perturbadoras no seu relacionamento íntimo”, salienta o especialista.

Soluções cirúrgicas para pigmentação facial e corporal

Pela influência hormonal ocorrida durante o período de gestação e pós-parto “é frequente surgirem pigmentações indesejadas na face, a nível mamário e areolar e também a nível genital que podem ser amenizadas de forma não invasiva”.

Atualmente, as mulheres têm ao seu dispor métodos de recuperação “morfológica, estrutural, tonificação cutânea e muscular e de rejuvenescimento que lhe conferem um conceito moderno de maternidade desejada e confiante”.

Onde procurar ajuda?

Ainda que algumas mulheres se sintam muito infelizes com o seu corpo actual, é adequado que procurem um especialista de confiança e não se deixem enganar por publicidade enganosa.

Infelizmente, na área de cirurgia plástica e estética, existem muitos “não médicos” que abrem clínicas e não têm os devidos cuidados com a segurança das mulheres colocando em risco a sua saúde de forma séria e, algumas vezes, irreversível.

Antes de se submeter a qualquer cirurgia e depois de escolher um cirurgião devidamente credenciado, a primeira consulta é essencial para que o especialista conheça a história clínica da paciente

Como procurar um especialista devidamente credenciado?

É mais fácil do que parece. “As pessoas devem controlar as informações que recebem. Os médicos devem ter uma conceção global e uma formação muito diversificada.

Uma vez tendo o nome do médico, a pessoa pode ir ao site da Ordem dos Médicos (em www.ordemdosmedicos.pt) que é um organismo que tem essa “informação fidedigna”, explica Biscaia Fraga.

Todos os cirurgiões plásticos estão inscritos na Ordem dos Médicos. Na área pública deste site, basta introduzir o nome clínico do médico.

Os médicos têm nomes clínicos que são únicos. Ao introduzir esse nome, aparece obrigatoriamente as especialidades que esse médico tem. Se não aparecer qualquer indicação, significa que esse médico é de Medicina Geral e Familiar, anteriormente chamado de médico de clínica geral.

Para que avance com a decisão de procurar ajuda especializada, é altamente recomendado que se certifique que está nas mãos certas!

Perguntas e respostas

Quando realizar uma cirurgia?

É recomendável que se submeta a uma cirurgia plástica apenas seis meses após o parto. Por esta altura, algumas mães já pararam de amamentar e já houve tempo para uma estabilização hormonal.

No caso das mães que aumentaram muito de peso, recomenda-se um acompanhamento multidisciplinar com uma equipa composta por um nutricionista, um endocrinologista, um psicólogo e um cirurgião plástico.

As Clínicas de cirurgia plástica e estética no país – devidamente credenciadas – costumam ter uma equipa multidisciplinar para intervir nas várias patologias ou problemas decorrentes do pós parto.

Quais as cirurgias mais procuradas no pós parto?

A lipoaspiração, a colocação de próteses mamárias para retirar pele em excesso e a abdominoplastia são as cirurgias mais procuradas pelas recém-mamãs.

A lipoaspiração ou lipoescultura é importante para remodelar o corpo e retirar a acumulação de gordura localizada.

No caso da abdominoplastia, a gordura e a pele em excesso são atenuadas em apenas uma cirurgia com resultados amplamente satisfatórios.

lipoaspiração

Como moderar as expetativas?

Antes de se submeter a qualquer cirurgia e depois de escolher um cirurgião devidamente credenciado, a primeira consulta é essencial para que o especialista conheça a história clínica da paciente e para que consiga entender se as expetativas que tem são ou não muito elevadas.

Só um médico especialista lhe dará a informação mais séria e específica para o seu caso e lhe recomendará o tratamento mais adequado.

Uma mulher deve recorrer a um especialista a partir do momento em que decide que gostaria de partir para uma solução cirúrgica.

Seja absolutamente honesta com o médico que escolheu para lhe devolver o corpo que tinha. Hoje em dia, a maioria das cirurgias estéticas é realizada com anestesia local ou com sedação, não requer internamento e a paciente pode voltar a fazer a sua vida normal passado pouco tempo.

Não há que ter medo! “Os resultados são amplamente satisfatórios e são conhecidos muitos casos de mulheres que não só aumentaram o seu bem-estar físico como viram a sua autoestima melhorar espectacularmente”, conclui Biscaia Fraga.

Além da cirurgia:

Que soluções?
Por Biscaia Fraga

No campo dos tratamentos não cirúrgicos, a escolha pode oscilar entre vários aparelhos médico estéticos cuja eficácia foi medica e cientificamente comprovada, e tratando-se de tratamentos não invasivos a sua aplicação, sendo obrigatoriamente recomendada e acompanhada por um médico, apenas se aplica àquelas mamãs cuja recuperação é mais célere, mas não tão satisfatório quanto o que se deseja.

Estas tecnologias têm múltiplas indicações: redução da circunferência, reafirmação da pele pós-parto, redução da celulite, anti- envelhecimento, ou seja, todo o tipo de tratamentos que uma mulher necessita para recuperar a silhueta e voltar a sentir-se confortável com o seu corpo.

Outra das vantagens deste tipo de tratamentos, é o facto de os mesmos poderem decorrer durante o período da amamentação, ao invés do que acontece com os tratamentos cirúrgicos que devem ser efetuados findo este período.

Na lista dos mais procurados, sendo que são os mais eficazes e a mais recente tecnologia ao dispor de quem pretende combater a flacidez, celulite e reduzir de forma moderada o perímetro corporal destacam-se o recentíssimo Freeze que recorre à radiofrequência para estimular e fomentar a produção de colagéneo e o já conhecido e muitíssimo eficaz velashape, massagem térmica multi-direcionada com pressão negativa e positiva dos tecidos.

Outra terapia com resultados visíveis é a laserterapia, que trata tanto o rejuvenescimento, como as cicatrizes das cesarianas e/ou episiotomias (corte no parto) e nomeadamente o tratamento das estrias resultantes da gravidez.

você pode gostar também

Este site utiliza cookies para melhorar a navegação. De acordo com as leis europeias ao navegar neste site concorda com a utilização de cookies. Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close