Alergia ao veneno de abelhas ou de vespas

Alergia às picadas das vespas ou abelhas podem ser um problema importante!

Alergia ao veneno de abelhas ou de vespas
Avaliar

“…Tenho pavor de ver ao pé de mim abelhas ou vespas. Da última vez que fui picado num braço senti um aperto no peito e desmaiei quase de seguida mas tive sorte e acordei no hospital. Agora quando vou ao campo ando sempre a olhar para todo o lado. Não quero morrer…”

A história deste doente é bastante típica da alergia ao veneno de abelhas ou vespas. A picada de qualquer um destes insetos injeta quantidades variáveis de veneno no organismo picado, podendo ocasionar a morte por reação alérgica generalizada, ainda que a picada de um inseto injete pequenas quantidades de veneno. É um dos tipos de alergia que mais frequentemente se associa a reações anafiláticas que, como se sabe, podem ser fatais.

Embora a alergia aos venenos possa ocorrer em qualquer pessoa após a picada, ela é claramente mais frequente em indivíduos com contatos repetidos (ex. apicultores no caso do veneno de abelha). No entanto, alguns destes indivíduos desenvolvem uma proteção imunitária natural, que os protege do desenvolvimento de alergia em picadas subsequentes e, portanto, não necessitam de qualquer tipo de tratamento.

 

Reações após picada de abelhas e vespas

A maior parte das reações às picadas de abelhas e vespas pode ser classificada da seguinte forma:

Reação local – Dor, pápula e edema (inchaço) no local da picada; por vezes prurido.

Reação local exuberante – Quando o edema que circunda o local da picada tem mais de 10 cm e persiste por mais de 24 horas.

Reação sistémica alérgica (fora do local da picada) – A maior parte destas reações são imediatas e mediadas por anticorpos do tipo IgE (Imunoglobulina E). Consideram-se quando aparecem sintomas longe do local da picada, ainda que ligeiros, como por exemplo sintomas cutâneos, respiratórios (tosse, pieira, falta de ar, aperto no peito), digestivos (náuseas, vómitos, diarreia ou dor abdominal) ou cardíacos (palpitações, tonturas, vertigens, desmaio ou choque).

Reação tóxica – Resultade picadas múltiplas e da grande quantidade de veneno injetada (mais de 50 picadas nas crianças; mais de 100 picadas nos adultos). São causadas, entre outros, pelas aminas vasoativas (substâncias tóxicas) presentes em quantidade apreciável nestes venenos.

alergia a vespasDeve-se tentar avaliar qual foi o inseto que picou (a abelha deixa o ferrão mas a vespa não), qual o tipo e a gravidade da reação (da última picada e eventualmente das precedentes) e qual a probabilidade de aquele doente voltar a ser repicado. Para além disso, é essencial a realização de testes cutâneos com concentrações crescentes do veneno, que são o método de diagnóstico que nos dá a confirmação de que se trata de uma alergia a um determinado veneno. Em outros países, mas não em Portugal, fazem-se testes de provocação com picada de inseto vivo. Poderão ser também pedidas algumas análises ao sangue para confirmar os resultados dos testes cutâneos.

você pode gostar também

Este site utiliza cookies para melhorar a navegação. De acordo com as leis europeias ao navegar neste site concorda com a utilização de cookies. Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close