Transtornos do desejo sexual: quando a vontade falta

Transtornos do desejo sexual: quando a vontade falta
Avaliar

As alterações ao desejo sexual podem desenvolver-se em ambos os sexos e como consequência de problemas físicos ou psicológicos, ou como uma combinação de ambos.

O desejo sexual para além de ser diferente de pessoa para pessoa, sofre também alterações ao longo da vida, sendo condicionado principalmente por alterações hormonais. Com isto, não significa que as alterações do desejo sexual sejam um problema ou transtorno sexual, é normal haver uma variação do desejo sexual, sem que esta tenha um impacto na vida do homem e da mulher.

É sim classificado como um transtorno do desejo, quando esta situação compromete a qualidade de vida e motiva sentimentos de tristeza e ansiedade, criando uma barreira na relação do casal.

 

Existem diferenças entre homens e mulheres?

Em geral, os homens não só têm um desejo sexual mais forte do que as mulheres, como este se mantem mais constante ao longo da vida, motivo pelo qual a causa dos transtornos do desejo nas mulheres são mais difíceis de diagnosticar.

Para além do desejo sexual feminino ter uma forte componente emocional em comparação com o desejo masculino, é também fortemente influenciado por factores sociais e culturais. Segundo o Dr. Edward O. Laumann, professor de sociologia na Universidade de Chicago, as mulheres são muito mais sensíveis que os homens ao ambiente que as rodeia, pelo que os problemas na relação com o parceiro, a falta de satisfação emocional na relação e o nascimento de um filho, são os principais factores a influenciar o desejo sexual da mulher, inibindo a sua vontade de ter sexo.

Recomendamos que leia também: Relações depois do parto são um problema para as mulheres?

Para além da componente psicológica, o sexo feminino está também susceptível a factores físicos que influenciem negativamente o desejo sexual. A depressão é uma condição cada vez mais comum entre as mulheres que por si só ou pelo seu tratamento, contribui para a diminuição do desejo sexual. Outras condições exclusivas do sexo feminino que afectam o desejo sexual incluem a endometriose e os fibromas, que tal como a depressão, afectam os níveis hormonais e levam à diminuição do desejo.

É neste facto que assenta a principal causa do baixo desejo sexual, tanto em homens como mulheres. A queda dos níveis de androgénios, dos quais a testosterona é o principal representante acontece de forma contínua a partir dos 20 anos de idade, motivando a diminuição do desejo sexual. Por outro lado, as alterações nos níveis de estrogénio, hormonas femininas, motivadas por problemas de tiroide, pela toma de contraceptivos hormonais ou outros factores, têm um impacto tanto físico como psicológico no desejo sexual da mulher.

 

Como se caracterizam os transtornos do desejo?

Os transtornos do desejo sexual caracterizam-se basicamente por um baixo desejo sexual que resulta na falha em iniciar ou responder à intimidade sexual, não se relacionando propriamente com a excitação sexual dos genitais.

Uma pessoa pode ter um baixo desejo sexual e ser fisicamente capaz de atingir orgasmos com facilidade, a parte afectada é a capacidade de sentir paixão ou desejo pelo sexo, de forma a iniciar uma relação sexual e obter prazer nessa relação.

Por o processo de excitação sexual começar no cérebro e ter uma forte componente emocional, o tratamento dos transtornos do desejo sexual continua a ser um desafio para a maioria dos especialistas, assentando este principalmente no apoio psicológico, de forma a permitir uma melhor identificação e compreensão das causas que deram origem ao transtorno.

As hormonas são na maioria dos casos o principal motivo encontrado para justificar os transtornos do desejo, mas a verdade é que um olhar mais atento sobre factores como a ansiedade, o stress e os problemas na relação com o(a) parceiro(a) pode ser crucial para uma abordagem mais específica e para tentar resolver os transtornos do desejo que possam estar a comprometer a vida sexual.

Há também que considerar momentos na vida, tanto do homem com aa mulher, em que o desejo sexual tende a sofrer uma quebra. Para o sexo masculino, é frequente ocorrer uma diminuição do desejo sexual após a andropausa, devido à diminuição da produção de testosterona, enquanto que nas mulheres o parto, o aborto e a menopausa, estão comprovados afectar o desejo sexual.

Procurar a ajuda do(a) parceiro(a) ou de um especialista é o primeiro passo no caso de os transtornos do desejo estarem a condicionar a vida pessoal de quem sofre deste problema, permitindo uma maior abertura sobre este assunto e a obtenção de soluções.

você pode gostar também

Este site utiliza cookies para melhorar a navegação. De acordo com as leis europeias ao navegar neste site concorda com a utilização de cookies. Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close