Ar livre com o bebé

130
Sair de casa todos os dias com o bebé ajuda não só a perder os quilos em excesso, como a evitar a claustrofobia.
O isolamento é um dos motivos que impedem a boa forma mental nos primeiros meses da maternidade.
É também uma maneira de apresentar o seu filho ao maravilhoso mundo verde.
Os hábitos de vida ao ar livre, em idades precoces, têm influência na saúde em idades mais avançadas.
Organize um grupo de passeio
Organize um encontro de mães ou avós para irem com os bebés, uma ou duas vezes por semana, a um café ou a uma galeria de arte propícios a crianças ou a um parque. Com subidas para fazer exercício!
Talvez na zona onde mora haja grupos organizados aos quais se pode juntar – procure nos placares de avisos das lojas especializadas em bebés ou de alimentação saudável.
Celebre as estações
As investigações sugerem que as crianças que têm recordações precoces da natureza tendem a ser adultos mais ativos ao ar livre.
Por vezes também se tornam nos ambientalistas de amanhã que ajudam a manter o nosso planeta em forma.
Quando sair com o seu bebé, para que ele vá tomando contacto com as mudanças das estações, permita-lhe tocar, cheirar e olhar para a natureza na forma de folhas estaladiças, pegajosas ou felpudas e frutos do bosque.
Circuito corrida-caminhada
Construa progressivamente um percurso de 15 minutos com o carrinho, em que possa correr e caminhar para recuperar. Caminhe durante 5 minutos, depois corra durante 1 minuto; depois 4 minutos a correr e 1 minuto a caminhar; 3 minutos a correr, 1 minuto a caminhar.
Tente fazer isto duas vezes. Após algumas semanas, aumente o tempo da corrida e reduza o tempo de recuperação, até conseguir dar 30 passadas em ambas as modalidades. Tenha cuidado para não abanar o carrinho e escolha pisos com boas condições.
Fique em forma fazendo jogging com o carrinho. É uma boa maneira de levar o bebé para o exterior.
1 – Fique em forma fazendo jogging com o carrinho. É uma boa maneira de levar o bebé para o exterior.
Liberte o seu bebé
Hoje em dia, os bebés ficam imobilizados nos “sistemas de viagem” que permitem aos pais moverem-nos sem incómodos do carro para o supermercado ou do carrinho para a cama.
Alguns pediatras estão preocupados com o aumento da distorção cranial, ou síndrome da cabeça achatada, verificada ao longo da última década e que pode, em parte, resultar do tempo que os bebés passam sentados na mesma posição.
Para proteger a cabeça e a coluna do seu bebé, tire-o do carro quando não estiver a conduzir e não o ponha a dormir na cadeirinha. Em vez disso, leve-o ao colo ou num porta-bebé, sente-o ao seu colo, ou ponha-o de barriga para baixo.
Hora da barriga
Dar ao seu bebé tempo para ficar de barriga para baixo, quando está acordado, ajuda a prevenir deformações do crânio e a aumentar a força nos ombros, da qual necessita para o seu desenvolvimento motor.
Quando ele estiver deitado de barriga para baixo, dê-lhe uma massagem suave nas costas (não precisa de lhe tirar a roupa) e fale com ele para o estimular a levantar a cabeça. Permaneça sempre ao lado de um bebé deitado de barriga para baixo.
Experimente uma cadeira bumbo.
Estas cadeiras confortáveis são concebidas para os bebés qne ainda não se conseguem sentar. Apoiam a coluna, estabilizam a bacia e posicionam as articulações das ancas e dos joelhos de forma a reduzir a tensão na coluna, e ajudam o bebé a controlar a cabeça e o tronco.
As cadeiras bumbo são leves e fáceis de transportar.
Os benefícios dos slings
Os bebés que passam tempo nos slings tendem a ser mais calmos, mais ligados às mães e choram menos à noite do que os bebés que passam mais tempo na cadeira; também desenvolvem melhor o equilíbrio e o tónus muscular.
Você também beneficia, pois um sling provoca menos tensão na coluna e nos ombros do que o transporte de uma cadeira.
Experimente vários modelos para encontrar o que melhor se adapta a si e ao conforto do seu bebé. (Alguns médicos mostram preocupação com os assentos verticais que suportam o peso dos bebés só na virilha e que podem provocar pressão na coluna.)
Alguns slings podem ser adaptados para levar um bebé recém-nascido deitado ou um mais velho virado para a frente, para dentro, à cintura ou às costas.
Pequenos mergulhadores
Nadar ajuda ao desenvolvimento físico e mental dos bebés e ajuda-os a dormir e a comer melhor. Ensine o seu bebé a adorar a água levando-o a sessões de natação para bebés por volta dos 8-10 meses. A vantagem para si é que pode participar.
Escolha aulas com professores certificados e veja se a temperatura da água é suficientemente quente: pelo menos 32°C para os bebés com menos de 12 semanas e 30°C para os mais velhos. Sessões de 10-30 minutos são suficientes.
Os bebés e as crianças pequena.
Todos adoram a água, sobretudo se a conhecerem desde muito cedo.
Desenvolver o cérebro.
Pôr o seu bebé a mexer-se nos primeiros meses de vida com massagens, ioga e aulas de natação ajuda ao desenvolvimento do cérebro. Os bebés movem-se com muita facilidade em ambientes aquáticos. Se não puder levar o seu filho à natação, ajude-o a tomar consciência do seu corpo brincando com ele na banheira.
Pratique em casa.
Vá para a banheira com o seu bebé e movimente-o na água de barriga para cima (com a cabeça e os ombros bem apoiados). Chapinhe um pouco de água para a cara e, se ele se conseguir sentar, brinquem com bolas de sabão.
Deixe-o brincar também com bolas de sabão na cozinha e no jardim (fique permanentemente atenta quando uma criança estiver perto da água).
Colaboração: Civilização Editora – “1001 maneiras de ficar em forma”

você pode gostar também Mais do autor

Este site utiliza cookies para melhorar a navegação. De acordo com as leis europeias ao navegar neste site concorda com a utilização de cookies Mais informação

Este site utiliza cookies para melhorar a navegação. De acordo com as leis europeias ao navegar neste site concorda com a utilização de cookies

Close