Eritema das fraldas, ou dermatite das fraldas, causas, sintomas e prevenção

O que causa o eritema das fraldas e como prevenir este problema no seu bebé.

Eritema das fraldas, ou dermatite das fraldas, causas, sintomas e prevenção
Avaliar

O eritema das fraldas também conhecida como dermatite das fraldas não é uma doença, mas um sintoma relacionado com diferentes afecções.

Trata-se de um problema de irritação da pele do bebé que é provocado por substâncias contidas na urina e nas fezes, ou pela fricção das fraldas ou também pode ser pelo tempo exagerado da fralda suja, sem ser mudada e ainda pelo mau cuidado ou falta de higiene que se teve com o rabinho do bebé.

As irritações surgem geralmente nas nádegas do bebé, pregas da virilha, nos órgãos genitais, e à volta do ânus – primeiro avermelhado e depois macerado, juntamente com bolhas que podem ter ou não pus.

Trata-se da dermatite mais frequente da zona da fralda, que é consequência do contacto prolongado da urina e das fezes com a pele do bebé, causando maceração e irritação, por ação da ureia e das enzimas intestinais ai acumuladas. Também existem casos de eritema das fraldas causados por outros fatores como:

  • os fungos (por exemplo, a Cândida Albicans responsável pele Dermite por Cândida ou Candidíase)
  • bactérias que podem infetar de forma secundária a pele já fragilizada do bebé pelo contacto prolongado com a urina.

Existem também dermatites designadas como Dermatite friccional ou por atrito que geralmente são causadas por fraldas de tamanho inadequado para o bebé ou excessivamente apertadas.

A dermatite da fralda irritativa primária é a dermatite da zona da fralda mais comum, sendo provavelmente a afecção cutânea mais frequente nos bebés nos países desenvolvidos, constituindo uma fonte significativa de desconforto para o bebé.

Eritema das fraldas

Dermatite seborreica

É um problema de saúde inflamatório crónico que acomete frequentemente a zona em contacto com a fralda. Atinge preferencialmente as pregas, mas ao contrário da candidíase, não apresenta lesões nas áreas circundantes. Este tipo de dermatite tem um bom prognóstico, resolvendo-se espontaneamente por volta dos 3 a 6 meses de idade.

A assadura é uma típica dermatite de contato irritativa, que surge, entre outros motivos, pela constante humidade na região coberta pela fralda. Quando a assadura persiste por mais de 3 dias, o risco de contaminação por fungos ou bactérias aumenta.

A dermatite da fralda também pode ocorrer em pessoas idosas que necessitam usar fraldas geriátricas.

Complicações que podem decorrer do problema de eritema das fraldas:

  • Pode ser acompanhado de diarreia, infecções urinárias, otites, muita dor, choro e irritabilidade do bebé.
  • Pode haver uma alergia à fralda, ao elástico ou ao produto com que o rabinho é lavado ou tratado.

foto eritema das fraldas

Prevenção da eritema das fraldas:

– Se existe algum problema inflamatório (doença) aconselhe-se com o pediatra do bebé para tratar da mesma.

– Tenha o maior cuidado na sua própria higiene, especialmente das mãos, antes e depois de tratar do bebé.

– Após cada mamada ou biberon, mude-lhe a fralda.

– Procure lavar sempre, com água morna, o rabinho, virilhas (pregas) e órgãos genitais do bebé, usando um sabonete de glicerina ou neutro a que o bebé não seja alérgico.

– É muito importante secar muito bem o bebé e deixá-lo sem fralda durante algum tempo, pelo menos 2 vezes por dia, após a mamada e a higiene.

– Dê uma massagem no rabinho do bebé e nas partes cobertas com a fralda, com óleo de amêndoas doces, vitamina A, um creme neutro ou um pouco de óxido de zinco (veja qual o produto com que ele se dá melhor).

Não utilize álcool, pó de talco ou cremes que não conhece e que não sabe se lhe provocarão alergia, só porque a publicidade ou as suas amigas falam deles.

– Se usar fraldas de pano, terá que as lavar muito bem, numa bacia à parte e deve-as ferver. O pano deve ser fino e não de fibra. Actualmente usam-se fraldas descartáveis, que têm a vantagem de não provocar alergias e de se deitarem fora após o uso.

– Nas situações em que o bebé tenha algum problema inflamatório (diarreia, por exemplo) a fralda e os cuidados de higiene deverão ser tantos quanto a necessidade o exigir.

Deve ter em conta que a eritema das fraldas ocorre porque a pele do bebé é mais fina e frágil e por isso mais suscetível a agressões externas, como o contacto prolongado com a urina e fezes.

A  eritema das fraldas é mais frequente entre os 6 e os 12 meses, uma vez que é quando a alimentação do bebé começa a ser mais diversificada, também as fezes ficam com uma composição diferente, por vezes mais agressiva para a pele.

Área da fralda fica vermelha, com a pele irritada e, por vezes, surgem pequenas bolhas ou feridas. O bebé fica mais incomodado durante a muda da fralda e mostra-se mais sensível ao toque.

Quando deve consultar o seu médico?

Deverá consultar o médico se o Eritema da Fralda do seu bebé não desaparecer, se ele piorar ou se os sintomas sugerirem que a irritação é um Eritema da Fralda por Candida. Se o seu bebé tiver febre ou uma inflamação grave também deve consultar o médico que a aconselhará sobre o melhor tratamento.

Tratamento da eritema das fraldas:

Um Eritema da Fralda causado por Candida necessita de ser tratado com um creme antifúngico.

O tratamento deve ser feito sob orientação médica, só deve tentar tratar o problema com o tratamento que o pediatra do bebé indicar. É muito importante que não dê medicamentos, antibióticos ou aplique pomadas sem falar primeiro com o pediatra e explicar a situação.

Apesar de algumas pessoas darem métodos caseiros como sendo bons para o tratamento deste tipo de problema, não é recomendado o uso de talco para assaduras. Bicarbonato de sódio e ácido bórico também não estão indicados.

Como evitar o eritema das fraldas?

Os progenitores podem evitar o surgimento do eritema das fraldas em grande medida apenas com deterinados cuidados de higiene adequados, nomeadamente:

  • Mudar a fralda sempre que esta esteja suja
  • Lavar e secar bem a região quando se muda a fralda
  • Proteger a pele seca com um creme gordo antes de colocar a fralda limpa

Estas medidas devem ser reforçadas quando o bebé já tem eritema das fraldas, caso persista deverá consultar o pediatra.

Recomendamos que leia também:

É tempo de largar as fraldas

Uma nova vida para a mamã!

Enurese nocturna, um problema que afecta muitas crianças

Fonte: Destacável da revista Saúde e Lar de Agosto de 2000

você pode gostar também Mais do autor

Comments are closed.

Este site utiliza cookies para melhorar a navegação. De acordo com as leis europeias ao navegar neste site concorda com a utilização de cookies Mais informação

Este site utiliza cookies para melhorar a navegação. De acordo com as leis europeias ao navegar neste site concorda com a utilização de cookies

Close