O que é a gripe aviária, sintomas causas e tratamento.

Avaliar

A gripe aviária, que também é conhecida por gripe do frango ou gripe das aves, é uma doença transmitida por aves. Apesar de ser designada por gripe, esta doença está longe de ser uma gripe daquelas estamos habituados a lidar.

O que é a gripe aviária?

Trata-se de uma doença bastante contagiosa em animais, originada por vírus, infectando aves e que, por sua vez, infectam suínos. Nas aves assume duas formas:

  • Doença moderada, sinais de perturbação das penas ou redução de ovos.
  • Gripe aviária altamente patogénica, extremamente contagiosa nas aves e rapidamente fatal para elas, com uma letalidade de quase 100%. As aves podem morrer no mesmo dia em que os primeiros sintomas aparecem.

A gripe aviária é causada por uma mutação do vírus Influenza A, transmissor da gripe, o H5N1. Outras variações do vírus, como H7N7, H7N9 e H9N2, também já infectaram humanos.

Esta gripe surgiu pela primeira vez em 1997, quando uma epidemia desta doença se alastrou pela população de frangos de Hong Kong e um homem morreu depois de ser infectado pelo vírus transmissor da doença. Nessa altura, cerca de um milhão e meio de aves foram sacrificadas em Hong Kong para tentar evitar a disseminação da doença. Praticamente todos os frangos de lá foram mortos. Todas as pessoas que contraíram a gripe aviária até agora estiveram em contato com aves doentes. Ainda não há nenhum caso de contágio entre humanos.

Os especialistas alertam ainda que o vírus H5N1 é capaz de sobreviver no meio ambiente por longos períodos de tempo, de modo que a infecção pode ser transmitida por meio do simples contato com superfícies contaminadas.

gripe das aves

Quais as medidas de controlo da gripe aviária podem ser tomadas?

  • Restrições sobre o movimento de aves vivas.
  • Abate sanitário de todas as aves infectadas ou expostas, adequada destruição das carcaças, medidas de quarentena e rigorosa desinfecção das quintas.

Este vírus é inactivado pelo calor (56ºC durante 3 horas ou 60ºC durante 30 minutos) e desinfecções normais, tais como com os compostos fomalina e iodo. Este vírus pode sobreviver, a temperaturas baixas, num estrume contaminado até, pelo menos, três meses. Na água, o vírus pode sobreviver até quatro dias a 22º C e mais de 30 dias a 0º.

De que forma a gripe aviária se propaga num país?

Quando surge um surto numa exploração agrícola, enormes quantidades de vírus são excretados nas fezes das aves infectadas, contaminando poeiras e o próprio solo. Os vírus, por transmissão aérea, podem propagar a doença de ave em ave, causando infecção quando o vírus é inalado. O equipamento contaminado, veículos, alimentação, gaiolas ou roupa – especialmente sapatos – podem transportar o vírus para lugares distantes e continuar a propagação. O vírus pode, igualmente, ser transportado nas patas e nos corpos de animais, tais como os roedores, que contribuem para espalhar a doença. A evidência limitada sugere que as moscas possam também actuar como vectores mecânicos na propagação. Os designados mercados tradicionais, onde os animais vivos são vendidos junto a multidões e, por vezes, em condições insalubres, podem ser outra fonte de propagação do vírus.

O que fazer para evitar a gripe aviária?

Para evitar o contágio em épocas de surtos, deve evitar ao máximo o contacto e/ou consumo de aves. Os peritos da Agência Europeia de Segurança Alimentar não refutam a possibilidade de transmissão do vírus através da ingestão de ovos crus ou carne.

Lave bem as mãos regularmente e se está num grupo de risco vacine-se. Convém também moderar sempre que possível o uso de antibióticos.

Opte por ficar em casa sempre que possível se tiver sintomas de gripe ou infecção; não vá para o trabalho se tiver vómitos, diarreia, ou febre. Não envie os seus filhos à escola se manifestarem estes sintomas.

Prepare a comida inteligentemente: mantenha as bancadas e locais de manuseamento de alimentos em estado de grande limpeza. Não deixe comida cozinhada à temperatura ambiente por tempo desnecessário.

Desinfecte as zonas críticas de casa: cozinha e casas de banho. São as zonas de maior probabilidade de desenvolvimento de bactérias e outros agentes infecciosos.

Viaje com sabedoria: evite zonas em que estão identificados surtos da doença.

Mantenha os seus animais domésticos em boa saúde.
Toda a evidência disponível aponta para um risco acrescido de transmissão ao homem, quando a manifestação do vírus influenza aviário H5N1, altamente patogénico, se dissemina pelas aves. À medida que o número de infecções humanas cresce, o risco de um novo subtipo de vírus poder emergir também aumenta, fazendo disparar uma pandemia de gripe.
A relação entre esta infecção disseminada nas aves e um maior risco de infecção humana, está a ser demonstrada exactamente agora, na Ásia. Todos os casos e mortes entre os humanos ocorreram, até agora, em quatro países – Vietname, Tailândia, Indonésia e Camboja – onde é muito extensa a epidemia nas aves.

A OMS acentua a urgência da situação e a necessidade de uma rápida acção nos sectores pecuário e agrícola. Por exemplo, o abate, em 1997, de todas as aves de Hong Kong – cerca de 1,5 milhão de galináceos e de outras espécies – foi feita em 3 dias. Em 2003, novamente, o abate na Holanda de, aproximadamente, 30 milhões de aves (de um total de uma população avícola de 100 milhões) fez-se numa semana. Muitos especialistas da gripe consideram que a acção imediata nestas situações terá evitado uma pandemia de gripe nos seres humanos.

Sintomas de Gripe aviária

Os principais sinais ou sintomas da gripe das aves costumam surgir dentro de dois a oito dias após a infecção, dependendo muito do tipo. Na maioria dos casos, estes sintomas se assemelham aos da gripe convencional, incluindo:

  • Tosse
  • Febre
  • Garganta inflamada
  • Dor muscular
  • Dor de cabeça
  • Falta de ar
  • Algumas pessoas também sentem náuseas e vômito ou diarreia. E em alguns casos, pode haver também conjuntivite.

Diagnóstico de Gripe aviária

O diagnóstico da doença de gripe aviária pode ser rastreadode duas formas:

Testes de laboratório

As amostras de fluidos do nariz ou da garganta podem ser testadas para detectar a presença dos vírus causadores da gripe aviária. Essas amostras devem ser tomadas nos primeiros dias após o surgimento dos sintomas.

Exames de imagem

Raios-X podem ser úteis para avaliar a condição dos pulmões e podem ajudar a determinar as melhores opções de tratamento e do controle dos sinais e sintomas da doença.

Fonte: Direcção Geral de Saúde

você pode gostar também

Este site utiliza cookies para melhorar a navegação. De acordo com as leis europeias ao navegar neste site concorda com a utilização de cookies. Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close