Livraria Lello: uma ode ao livro e ao saber

Avaliar

No número 144 da Rua das Carmelitas, no Porto, habita um edifício com história. Um local onde o passado e o futuro andam de mãos dadas. Considerada uma das livrarias mais bonitas e “cool” de todo o mundo, a Livraria Lello & Irmão é um recanto sagrado, onde os livros nos levam a viajar a lugares encantados.

Há espaços mágicos, ricos em conhecimento, tranquilidade, beleza, histórias e recordações. Espaços para passear, conhecer, relaxar e também reparar e revitalizar o nosso corpo e a nossa mente. A Livraria Lello & Irmão, no Porto, é um deles.

Quem não a conhece e passa por ela na rua, não imagina o que o seu interior reserva: um verdadeiro hino ao livro, ao saber e também ao bem-estar. É que, de acordo com alguns especialistas, além de fomentar a empatia, a leitura pode ajudar-nos nas mais diversas situações, nomeadamente a superar as nossas fragilidades emocionais.

Livraria Lello

Quando se entra no edifício da Rua das Carmelitas sente-se imediatamente o cheiro a livros e somos transportados como que para uma outra realidade, um outro tempo. Um refúgio onde o relógio parece funcionar mais devagar à medida que nos envolve num ambiente acolhedor, fazendo-nos esquecer do corrupio e dos problemas do quotidiano.

Pontificado por mais de 120 mil livros e uma decoração impressionante, o encanto, a magia e a tranquilidade deste espaço é tão grande que se fecharmos os olhos, respirarmos fundo e permanecermos em silêncio quase que podemos ouvir as histórias dos personagens que nela habitam e as conversas dos ilustres escritores que por ali passaram.

Constituída por dois andares, a livraria de estilo neogótico, inaugurada a 13 de Janeiro de 1906, recebe os seus visitantes numa vasta sala com uma longa e característica escadaria vermelha, que dá acesso ao piso superior. Estantes intermináveis nas paredes e mesas expositoras estão repletas de livros, à espera dos leitores mais ávidos e curiosos, mas a nossa atenção é permanentemente atraída para a decoração do espaço.

Bancos em madeira e revestidos a couro e estantes a toda a altura desta sala perfazem o espaço interior próprio de uma livraria atual, mas que guarda a memória do passado e o desejo de perdurar no futuro. À esquerda e à direita, nos longos pilares, distinguem-se os bustos de ilustres homens de letras: Eça de Queiroz, Camilo Castelo Branco, Antero de Quental, Teófilo Braga e Guerra Junqueiro. E no teto, um belo vitral permite a entrada da luz natural, iluminando de forma característica todo o recinto.

Na livraria Lello é possível encontrar arte, história, beleza, charme, traços de romantismo, um local onde se pode aprender, relaxar e ainda exercitar o cérebro. Com tantos encantos e atrativos, não é de estranhar que a Lello esteja sempre cheia de turistas e visitantes, o que, em parte, se deve à projeção internacional que a livraria tem tido: serviu de inspiração à autora inglesa J. K. Rowling na saga dos livros e filmes Harry Potter, a Lonely Planet – editora australiana especializada em guias de viagem – considerou-a a terceira mais bonita livraria do mundo e a CNN diz que é uma das mais “cool” num ranking internacional.

Classificada como Monumento de Interesse Público em 2013, esta requintada e histórica livraria, é uma segunda casa para muitos dos que lá passam e um ponto obrigatório de visita para outros. Se ainda não conhece, não deixe de visitar este templo de saber e bem-estar.

você pode gostar também

Este site utiliza cookies para melhorar a navegação. De acordo com as leis europeias ao navegar neste site concorda com a utilização de cookies. Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close