Como controlar a raiva e os nervos

Atualizado a:

De alguma forma, nós fomos ensinados a acreditar que as emoções estão divididas/arrumadas em categorias. A primeira categoria consiste em “más” emoções. A raiva é uma das emoções que as pessoas consideram má. A segunda categoria consiste nas “boas” emoções. Amor e alegria estão nesta categoria.

Muitas vezes, as pessoas entram em terapias a pensar que devem banir de vez as emoções más das nossas vidas. Acham que o objectivo é viver exclusivamente das emoções consideradas boas e aceitáveis. Infelizmente, esta é uma expectativa irrealista.

Os seres humanos receberam uma gama completa de emoções para sobreviver e prosperar em um mundo em rápida mutação e altamente variável. Em vez de dividir essas emoções em boas e más, as pessoas devem ver as suas emoções como confortáveis ou desconfortáveis. Não só isto é uma descrição mais precisa da natureza das emoções, mas também permite que as pessoas beneficiem delas.

como controlar a raiva

A raiva é uma emoção desconfortável que as pessoas querem banir. Em vez de banir a nossa raiva, podemos aprender a administrá-la de forma construtiva e usá-la para melhorar as nossas vidas. Desta forma, podemos evitar canaliza-la para a auto-destruição ou  construi-la em expressões  que depois saem de forma explosiva. Os quatro pontos seguintes irão ajudá-lo a este respeito:
1. Saiba o que provoca a sua raiva: Em vez de raiva ou suprimindo-a até explodir, desenvolva uma relação consciente com ela Preste atenção às situações específicas ou pessoas que invocam a raiva em si. Depois de ter uma melhor compreensão do que provoca a sua raiva, você pode começar a explorar a causa e fazer mudanças saudáveis como resposta.

2. Encontrar formas saudáveis ​​de expressar a sua raiva emocionalmente: A raiva precisa ser expressa, mas eleaprecisa ser expressa de uma forma saudável e assertiva. Assertiva significa que você deve expressá-la sem magoar os outros. Uma boa maneira de fazer isso é manter um diário privado em que  coloca a sua raiva e as suas emoções de uma forma sem censura.

3. Encontrar formas saudáveis ​​de expressar fisicamente a sua raiva: Novamente precisa ser assertivo (não-prejudiciais para os outros) não agressiva (ferir as outras pessoas), para isso poderá fazer uma longa caminhada ou uma corrida.

4. Acalmar-se: Uma das melhores maneiras de fazer isso é mudar-se  fisicamente. Se a sua raiva começa a oprimi-lo em casa deve ir para fora. Se  estiver a condizir, encostar e parar o carro. Respirar profundamente e contar de 1 a 100, também é uma forma incrível para quebrar a aderência da  raiva em si.

Acima de tudo, lembre-se que a raiva é uma emoção que se destina a ser experimentada. Quando sente que a raiva o está a controlar e a destruir a sua  qualidade de vida e os relacionamentos com os outros, procure ajuda profissional. Não vai ser a primeira pessoa que experimentou a ira avassaladora e  não será a primeira pessoa a encontrar uma solução.

você pode gostar também