Quer melhorar a sua vida? Então aprenda a dizer não!

Avaliar

Todos nós já passamos por situações em que alguém nos pediu alguma coisa que não queríamos fazer, mas que com grande relutância, lá acabamos por aceitar.

Talvez tenha sido na última vez que o teu tio pediu-te para cuidares dos teus primos durante uma tarde em altura de exames, ou quando a tua amiga pediu-te emprestado aquele vestido lindo, que sabias que ela não iria devolver-to no mesmo estado em que tu o emprestaste.

Saber dizer que não neste tipo de situações poderá levar-te a experimentar uma sensação de libertação, porque estás a ser tu próprio e a agir de acordo com os teus princípios.

Mas também saber dizer não em situações particulares da tua vida poderá ajudar-te a torna-la bem mais positiva e significativa.

Diga não às relações destrutivas!

Ou a relações em que simplesmente não te sentes bem por qualquer motivo.

Já todos nós tivemos de lidar com pessoas manipuladoras, persuasivas e que usam a chantagem emocional como um fim para obterem tudo aquilo que desejam dos outros.

Ao te afastares deste tipo de pessoas, que só te deitam abaixo e que te fazem sentir culpado e com medo, aumentas recursos, como o tempo e a energia, que podem ser redireccionados para as pessoas que realmente te querem bem e que tu amas.

Há um exercício muito simples que te pode ajudar a teres uma noção clara de quais são as pessoas que deverias passar mais tempo e de quais são as pessoas que talvez devesses começar a evitar.

Faz uma lista das pessoas que costumas lidar pelo menos 5x por semana e depois classifica, de 1 a 10, a maneira como te sentes quando estás com elas, sendo que 10 é para atribuires àquelas pessoas com quem te sentes realmente muito bem.

A partir de agora experimenta passar mais tempo com as pessoas a quem atribuíste uma pontuação de 8 ou mais valores. Em relação às restantes pessoas da lista tenta despender menos tempo com elas e se possível distancia-te ao máximo das pessoas que classificaste com menos de 5 valores.

Começar a dizer não a relações más pode implicar que tenhas de ultrapassar padrões de comportamento destrutivos, o que é sempre um verdadeiro desafio!

Eu já tive numa relação onde o ciúme e a possessividade predominavam. A pessoa em questão, tentava exercer controlo em todas as áreas da minha vida e, por alguma razão, eu não fui capaz de dizer não logo de início a uma relação destrutiva e abusiva que estava a mudar, de forma negativa, a minha vida e a minha maneira de ser.

Até que tomei a decisão de dizer que não a essa pessoa em concreto, dizer não ao medo de estar sozinha e dizer não às relações que não trazem amor.

O resultado foi estar 2 anos sozinha em que dediquei-me aos meus objectivos e fixei metas pessoais, diverti-me imenso com as minhas amigas e aproveitei ao máximo novas experiências.

Ao me afastar de alguém tão negativo, abri portas para que na minha vida entrasse a alegria, a paz de espírito e uma pessoa fantástica com a qual eu aprendi o verdadeiro significado de amor e respeito numa relação amorosa.

Diga não às expetativas dos outros!

Talvez já te tenha acontecido estares a meio do teu curso e pensares “Epá, mas será que eu gosto mesmo disto ou só estou a fazer isto para agradar a minha família?”. Talvez também já tenhas sentido o mesmo em alguma relação ou no trabalho que desempenhas. Sentes que no fundo só estás a fazer certas coisas para não desiludires as outras pessoas.

Então, provavelmente, está na altura de começares a usar o teu não assertivo e deixares de fazer as coisas que não queres fazer.

Ser assertivo não significa que és uma pessoas egoísta e que só pensas no teu umbigo, mas sim, que embora também gostes de deixar as outras pessoas felizes e confortáveis, tu também és uma pessoa com vontade própria e que quando não sente bem em fazer certas coisas, simplesmente não o faz.

O preço a pagar por não seres assertivo e por ignorares as tuas vontades e necessidades, é que provavelmente irás sentir raiva e arrependimento.

É importante escolheres o teu próprio caminho, seguires as tuas paixões e viveres a vida de acordo com os teus valores e ambições. És uma pessoa única e por isso não tens de guiar a tua vida segundo as expetativas dos outros.

Diga não aos pensamentos negativos!

É muito fácil deixar-nos levar pelo ego e sermos esmagados por sentimentos de ódio, pensamentos negativos e ressentimentos passados.

Quando estamos focados nos aspetos negativos é difícil repararmos na abundância que existe nas nossas vidas e nas oportunidades que nos surgem para mudarmos e começarmos a viver uma vida melhor.

Experimenta estar mais atento ao ruído de fundo, que é o mesmo que dizer, presta mais atenção aos teus pensamentos negativos e às crenças que influenciam o teu comportamento e a tua forma de estar na vida.

Diga não aos hábitos que fazem mal à tua saúde!

Todos nós, em certa medida, temos a noção de quais escolhas deveremos tomar para sermos saudáveis e garantirmos o nosso bem-estar.

Mas o que muitas vezes acaba por acontecer é cedermos a tentações e fazermos escolhas que só prejudicam a nossa saúde e nos impedem de atingir um maior bem-estar. “Esquecemos” de ter uma alimentação saudável e equilibrada, de fazer exercício físico e adquirimos vícios que destroem o nosso corpo (e às vezes a nossa mente).

Viver bem implica ouvir o nosso corpo e optarmos por hábitos saudáveis, mesmo que para isso tenhamos de despender tempo e esforço da nossa parte.

Aprende a dizer não às coisas que te prejudicam, às pessoas que não trazem alegria à tua vida e a tudo aquilo que te impede de seguir os teus sonhos!

Aprender a dizer não vai permitir-te dizeres sim à abundância, ao amor, à saúde e à felicidade na tua vida!

você pode gostar também

Este site utiliza cookies para melhorar a navegação. De acordo com as leis europeias ao navegar neste site concorda com a utilização de cookies. Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close