Refluxo Ácido

0
Refluxo Ácido
5 (100%) 2 votos

O Refluxo Ácido é um problema de saúde cada vez mais comum.

São muitas as pessoas acometidas por refluxo ácido – adultos, crianças e até mesmo bebés podem ser afetados por este problema e não escapar ao seus transtornos. Na sua essência, o refluxo ácido ou azia ocorre pela doença causada por uma “subida” do ácido do estômago até a garganta.

De forma mais técnica mas simples, podemos afirmar que o processo ocorre quando há um relaxamento do esfíncter inferior do esófago (EIE), permitindo, em seguida, o suco gástrico que todas as pessoas possuem no estômago sobe pelo esófago. Se o esfíncter não fecha bem, todos os alimentos que a o que a pessoa ingeriu, bebeu e até mesmo o suco gástrico usado na digestão pode vazar de volta para o esófago.

Causas de Refluxo Ácido

Existem diversas condições que têm sido ligadas ao refluxo ácido. Algumas delas são o aumento da ansiedade, falta de exercício físico e dieta pouco saudável. Todos esses têm como único efeito no corpo o aumento da produção de ácido, daí resultando o problema do refluxo ácido.

Existem pesquisas que mostram onde o impulso na produção de ácido no organismo pode também ser ligada aos rins, distúrbios respiratórios e digestivos também.

Fatores de risco para Refluxo Ácido

Existem fatores que são considerados de risco, visto aumentarem as chances de uma pessoa apresentar a doença do refluxo ácido (gastroesofágico):

  • Obesidade
  • Gravidez
  • Hérnia de Hiato, em que parte do estômago se move acima do diafragma
  • Tabagismo
  • Ressecamento da boca (boca seca e saliva grossa)
  • Asma
  • Diabetes
  • Atraso no esvaziamento do estômago
  • Esclerodermia e outros distúrbios do tecido conjuntivo
  • Síndrome de Zollinger-Ellison, em que o estômago produz mais ácido clorídrico que o normal.

Sintomas de Refluxo Ácido

Os principais sintomas do refluxo ácido são os seguintes:

  • dificuldade em engolir,
  • vómitos,
  • dores de cabeça,
  • sensação de constipação,
  • insónia.

Estes são todos sintomas que dão indicações de que os ácidos já invadiram o nosso esófago.

A melhor forma de combater esta doença é, definitivamente, reduzir a quantidade total de ácido do corpo. Através disso o transtorno será corrigido, e assim, reduzindo ou mesmo eliminando os sintomas do refluxo ácido.

Se a ocorrência repetida de ácido no esófago não for tratada imediatamente, a pessoa afetada por este poderá sofrer com muita dor devido ao refluxo.

Em muitos casos a pessoa acometida tem a sensação de que o alimento ficou preso na garganta e sentir os sintomas da doença aumentar quando se curva, se inclina para a frente, quando se deita ou ao comer. Os sintomas tendem a ser piores à noite e podem ser aliviados com medicação anti-ácido.

A regurgitação corresponde à sensação de que os alimentos voltam à boca, sem esforço de vómito. Outros sintomas possíveis são tosse, falta de ar, rouquidão, dor de ouvidos ou gengivite.

Em alguns casos, pode ocorrer anemia por carência de ferro ou, mais raramente, por vómitos com sangue.

O diagnóstico deste problema de saúde baseia-se na avaliação dos sintomas e podem ser feitos exames como uma endoscopia digestiva alta, uma radiografia do esófago, estômago e duodeno ou a medição do pH esofágico durante 24 horas.

causas Refluxo Ácido

Tratamento de Refluxo Ácido

A questão sobre os custos dos medicamentos têm sido enfatizada pelos pacientes. Este é um cenário comum, especialmente para aqueles que são incapazes de ter recursos para isso. Por esta razão, buscam-se muitas vezes formas alternativas para curar a doença.

Os métodos são simples, pois certos tratamentos caseiros podem corrigir o desequilíbrio da concentração de ácido no corpo e isso com certeza pode trazer um grande alívio.

As principais recomendações para essa doença que não exigem um alto custo são uma boa dieta e exercício físico regular.

Acredite ou não, goma de mascar é aconselhável para neutralizar o ácido instantaneamente, e isso vai trazer um alívio imediato. Da mesma forma, os sumos de mel e aloe vera criam o mesmo efeito, eles neutralizam o ácido na garganta e são oferecidos em lojas e farmácias locais.

Além disso, tente remover de sua dieta as bebidas que contenham cafeína, bebidas alcoólicas, alimentos gordurosos e fritos, alimentos condimentados, frutas cítricas e chocolate. Se você acha que não pode viver sem eles, você ainda pode consumi-los, mas em quantidades pequenas.

Entretanto, se você é frequentemente atacado pelos sintomas, você não tem outra escolha senão se livrar completamente deles, ou então, as consequências são somente de sua responsabilidade.

Poderá levantar a cabeceira da cama cerca de 15 centímetros durante o sono para aliviar o problema. A medicação é importância extrema porque permitem controlar a secreção ácida do estômago. São um tipo de medicamentos que pertencem aos inibidores da bomba de protões (omeprazole, pantoprazole, lansoprazole, rabeprazole e esomeprazole) tendo vindo a demonstrar muita eficácia no alívio dos sintomas, assim como na cura das lesões da mucosa.

Em casos concretos pode ser indicada uma cirurgia anti-refluxo, realizada por via laparoscópica.

Recomendamos que leia também:

O que é a Dispepsia funcional – Dores no estômago sem causa aparente

Azia, o que é, quais as causas e como prevenir

Úlceras: dor no estômago que incomoda

Quais as causas de rouquidão?

Agora já conhece melhor o que é o refluxo ácido e como combater.

você pode gostar também Mais do autor

Este site utiliza cookies para melhorar a navegação. De acordo com as leis europeias ao navegar neste site concorda com a utilização de cookies Mais informação

Este site utiliza cookies para melhorar a navegação. De acordo com as leis europeias ao navegar neste site concorda com a utilização de cookies

Close